CLUBE AMIGOS DA TERRA

Grupo de Plantio Direto de Pirassununga e Região


Principais ferramentas para se construir o perfil de solo em profundidade


O projeto Mestres do Solo da TMF Fertilizantes tem levado a produtores de diversas regiões do país a discussão sobre a importância da construção do perfil de solo em profundidade como um dos elementos fundamentais para a conservação do solo e a obtenção de altas produtividades.

A construção de um perfil de solo favorável ao desenvolvimento e aprofundamento do sistema radicular é um dos grandes desafios dos produtores brasileiros. Geralmente, os solos tropicais e subtropicais brasileiros são ácidos, com baixa saturação de bases, baixo conteúdo de Ca e elevada saturação de alumínio nas camadas subsuperficiais.

Observa-se que por muito tempo as camadas abaixo dos 20 cm foram negligenciadas na agricultura brasileira. No entanto, devido a necessidade de minimizar o efeito de déficits hídricos (secas) de curta duração que frequentemente ocorrem na safra ou safrinha torna-se necessário que estas camadas sejam exploradas pelas raízes das culturas de interesse econômico como soja, milho, algodão, feijão entre outras, conforme destaca o professor doutor Telmo Amado da Universidade Federal de Santa Maria (RS).

Para o professor Telmo os desafios são grandes, especialmente, sob sistema plantio direto quando os insumos são aplicados em superfície ou na camada superficial, os resíduos vegetais também são depositados na superfície (nutrientes de ciclagem), existe ocorrência de camadas subsuperficiais compactadas (12 – 17 cm) caracterizadas pela elevada resistência a penetração (>2 MPa), elevada densidade e baixa porosidade e monocultivos associado ao descuido quanto a cobertura e rotação na entressafra.

Nos encontros realizados pelo projeto Mestres do Solo o professor Telmo Amado tem mostrado que hoje existem diversas formas para a construção do perfil de solo em profundidade.

Indagado sobre quais seriam as melhores estratégias para a construção do perfil de solo em profundidade, o professor Telmo Amado menciona:

“Esta é uma pergunta difícil de ser respondida e que me acompanha já alguns pares de anos. Tenho me dedicado a pesquisar o tema, o que só me faz entender de que o tema é complexo.

Na verdade a formação de um perfil de solo favorável ao enraizamento profundo é um indicador de qualidade de manejo da lavoura. Ou seja, aqueles agricultores que se preocupam e se dedicam a melhoria do solo estão no caminho para alcançar este objetivo. Então, a adoção de práticas específicas com este objetivo terão probabilidade de sucesso. Por outro lado, se o agricultor tem erosão na sua lavoura, solo compactado, baixo teor de matéria orgânica, baixa infiltração, baixa atividade biológica o caminho vai ser longo. Neste caso, práticas isoladas terão limitado impacto positivo.

São várias as alternativas para construção de um perfil profundo de enraizamento, porém elas apresentam diferentes custos, tempo envolvido e eficiência. As estratégias podem ser combinadas visando uma maior eficiência.”

O Gerente Nacional da TMF Fertilizantes, Vagner Cassol destaca a importância do produtor ter sempre as análises de solo de suas áreas bem como de procurar soluções que possam ter o melhor custo x benefício.

“A primeira ferramenta para o produtor iniciar o investimento em sua propriedade pensando na melhora da fertilidade do solo e construção do perfil é a análise do solo. Após esta prática, é fundamental termos a correta leitura e recomendação por um engenheiro agrônomo. Saliento que a análise de solo deve ser realizada em laboratórios credenciados e de confiança.

As práticas mais comuns hoje no mercado para uma construção da fertilidade em profundidade são a Calagem e Gessagem. Outra ferramenta apresentadas ao mercado é a escarificação ou revolvimento do solo, em todas elas, o custo operacional é alto e com um longo tempo para se chegar a uma fertilidade desejada pensando em uma profundidade de 20 a 40cm.

A TMF Fertilizantes apresenta uma alternativa adequada para uma perfeita construção da fertilidade do solo em profundidade, com um menor investimento e um menor tempo, trabalhamos com produtos tecnológicos com ações exclusivas no mercado e que geram o melhor custo x benefício para o produtor rural”.

O prof. Telmo tem destacado nos encontros do projeto Mestres do Solo que é importante que produtor avalie as melhores alternativas para construção do perfil em profundidade de acordo com suas análises de solo para que consiga alcançar as produtividades esperadas.

Projeto Mestres do Solo

O projeto Mestres do Solo é uma iniciativa da TMF Fertilizantes e conta com palestras e treinamentos por todo o Brasil com a participação do prof. Telmo Amado, com o objetivo de discutir sobre a fertilidade dos solos.

Os próximos encontros acontecerão no Paraná, Mato Grosso e Tocantins.

Fonte: TMF Fertilizantes | Mais Soja