CLUBE AMIGOS DA TERRA

Grupo de Plantio Direto de Pirassununga e Região


Soja despenca nos EUA com demanda menor


O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (04.06) uma baixa de 19,50 centavos de Dólar no contrato de Julho/18, fechando em US$ 10,0175 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 18,25 e 19,50 pontos.

O mercado norte-americano da soja abriu a semana com fortes perdas nos principais contratos futuros, pressionado pelo clima favorável aos plantios. De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, os números de embarques semanais vieram decepcionantes, e culminaram com totais quase 10 milhões de toneladas a menos do que as projeções do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) para a temporada.

De acordo com a Consultoria AgResource o início desta semana é caracterizado por mais uma rodada especulativa sobre as negociações comerciais entre EUA e China: “Desta vez, as conversas não alimentaram o otimismo entre as nações. Pelo contrário, ambas as frentes comerciais anunciaram que houve um distanciamento da possibilidade de um acordo. A Administração de Trump voltou com as ameaças tarifárias de US$50bi sobre produtos de origem chinesa, enquanto que o Governo da China alegou que a credib­ilidade dos estadunidenses foi reduzida com tal decisão precipitada”.

“Os asiáticos não fecharam totalmente as portas para um acordo bilateral, no entanto o cenário volta a ser de tensão pessimista. No relatório de posições líquidas dos fundos na CBOT, foi observado um aumento das posições compradas na última semana, em 8,8mil contratos para a so­ja-grão; e redução de 2,5mil para a soja-farelo. Vale notar que para a soja grão, os atuais 107mil contratos comprados representam a maior posição desde março de 2017, com o início de uma reversão para a venda de acordo com que a safra dos EUA se desenvolvia de maneira satisfatória”, conclui a ARC.

Por Leonardo Gottems

Fonte: Agrolink