CLUBE AMIGOS DA TERRA

Grupo de Plantio Direto de Pirassununga e Região


Soja: preços caem em janeiro, mas produtor ganha mais que em 2018


É comum ver os preços da soja caírem em meados de janeiro e fevereiro no Brasil. Isso porque a colheita do grão se intensifica nesses meses. Em janeiro deste ano a média dos preços caiu 5%, se comparado a dezembro, mas ainda assim estão 8% mais elevados que na mesma época do ano passado.

Considerando todas as praças acompanhadas pela consultoria Safras & Mercado (Dourados, Cascavel, Rondonópolis, Paranaguá, Rio Grande, Santos e Passo Fundo) a média em janeiro deste ano ficou em R$ 73,70, queda de 5% ante os R$ 78,50 de dezembro. Entretanto o valor atual é 8% mais elevado que os R$ 68,19 obtidos na média de janeiro de 2018.

Para entender melhor, o valor médio negociado da saca no porto de Paranaguá (PR) em janeiro deste ano (R$ 76,80) foi 4% menor que em dezembro de 2018 (R$ 80,10), mas bem maior que os R$ 72,14 de janeiro do ano passado.

A maior queda, se comparado a dezembro, aconteceu em Dourados (MS), que fechou com uma média de R$ 69,32 este mês, ante os R$ 75,69 do mês passado, ou seja, recuo de 8%. Se a comparação for realizada contra janeiro de 2018, os preços atuais estão 7,81% mais altos que os R$ 64,29 da época.

Por Daniel Popov

Fonte: Projeto Soja Brasil